• Luiz Guilherme Lins

5 coisas que você não sabia que seu micro-ondas poderia fazer

O micro-ondas são equipamentos muitas vezes usados apenas para esquentar a comida do almoço.

O item, além disso, é famoso também por ajudar no preparo de alguns alimentos específicos, principalmente a famosa pipoca.


Mas você sabia que é possível utilizar esses aparelhos para outras finalidades? Seja para preparação de alimentos de formas mais práticas ou mesmo para higienizar vestuários, eles podem estar presentes nas mais diversas áreas, bastando usar um pouco de técnica para utilizá-los de forma correta.

Confira algumas dicas abaixo:


1- Esterilizar:

Em no máximo 2 minutos o micro-ondas pode ajudar na esterilização de esponjas ou tábuas de cozinha.

2- Remover Chicletes de roupas:

Aqueça vinagre no micro-ondas e o utilize com a ajuda de um pano seco e limpo sobre o chiclete. Deixe agir por alguns segundos para que facilite a remoção na roupa.

3- Multiplicar suco

Um limão, por exemplo, aquecido entre 10 e 15 segundos no micro-ondas permite-se obter uma enorme quantidade de suco sem muito esforço.

4-Lavar meias

Coloque as meias em um recipiente com água e sabão dentro do micro-ondas por 10 minutos em potência alta.

5- “Descristalizar” mel
Evite que o mel fique cristalizado dentro do pote aquecendo a embalagem entre 30 segundos e 1 minuto. Repita a operação caso necessário. Lembre de retirar a tampa de metal. Fonte: www.gadoo.com.br:

0 visualização
NOSSO TELEFONE

(92) 9.8272-0075 | (92) 9.8126-0270

NOSSO EMAIL
NOSSOS HORÁRIOS

Segunda a Sexta, das 08h00 às 18h.

VOLTE SEMPRE

Estamos sempre a disposição para ajudar no que for possivel, entre em contato!

  • Facebook Social Icon
  • Instagram Social Icon
NOSSOS SERVIÇOS

- Secretaria do Lar

- Terceirização de Serviços Gerais

- Tratamento de Pisos

- Limpeza Pós Obra

- Manutenção Predial

- Agente de Portaria

ENCONTRE-NOS

Estamos localizados na

Av. D, Shangrila IV, Nº 32-c, Parque 10

Manaus/Am

CEP: 69054-726

 

© 2020 Zelar Soluções | Orgulhosamente criado por Luiz Guilherme Lins